Vendas: 0800 033.3393 +55 11 97095-1626
Novembro Azul: Câncer de próstata tem 90% de chances de cura se diagnosticado precocemente

Novembro Azul: Câncer de próstata tem 90% de chances de cura se diagnosticado precocemente

Publicado por: Wecare Publicado: 03/07/2018 Visitas: 2711 Comentários: 0

Você deve ter percebido que muitos monumentos mundiais estão iluminados de azul neste mês. Sabe do que se trata? Tudo começou em 1999, na Austrália, quando um grupo de amigos, inspirados pelo Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata – comemorado no dia 17 de novembro – decidiu deixar o bigode crescer durante todo o mês como apoio à conscientização da saúde masculina e à arrecadação de fundos para doação às instituições de caridade. A mobilização foi um grande sucesso e se espalhou por diversos locais. Atualmente, mais de 20 países estão engajados nas atividades da causa. Quem trouxe a campanha para o Brasil foi o Instituto Lado a Lado pela Vida em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia. O Novembro Azul se tornou um movimento muito importante de combate ao câncer de próstata e conscientização da importância de exames regulares e diagnóstico precoce. No exterior, a campanha é chamada de Movember, por conta da junção das palavras moustache (bigode, em inglês) + november (novembro, em inglÊs). Também é por este motivo que o bigode é o símbolo da campanha.

O câncer de próstata é o segundo tipo mais incidente da doença nos homens, e fica atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Estimativas do INCA (Instituto Nacional do Câncer) apontam 61.200 novos casos no Brasil entre 2016 e 2017. Segundo a SBU (Sociedade Brasileira de Urologia), o câncer de próstata não apresenta sintomas e quando começam a aparecer os sinais, quase 95% dos tumores já estão em estágio avançado. Além disso, 20% dos diagnósticos são tardios. Se descoberto precocemente, o câncer de próstata tem 90% de chances de cura.

O ideal é que os homens busquem um profissional especializado para fazer os exames necessários periodicamente a partir dos 50 anos. Negros e indivíduos que possuem histórico familiar da doença entre parentes de primeiro grau devem começar o monitoramento cinco anos antes, já que a incidência é maior neste público. O diagnóstico é feito através do PSA (exame de sangue) e do exame de toque retal. Cerca de 20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados somente por meio da observação de alterações durante o toque retal.

Apesar da importância da prevenção, um levantamento divulgado pela SBOC (Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica) em novembro deste ano, mostra que apenas 1 em cada 5 homens realiza exames preventivos. O dado curioso é que dentre os participantes da pesquisa, 67% sabem que deveriam fazer os exames e atribuem o conhecimento às diversas campanhas de prevenção, mas apenas 22% coloca o aprendizado em prática.

O exame de toque retal é um dos grandes tabus que envolvem o tema, já que muitos homens preferem evitá-lo pelo fato de terem medo de sentir dor e, principalmente por preconceito. E esta é uma questão que precisa ser desmistificada. “0 exame é extremamente rápido e conta com anestésico local para diminuir o possível incômodo do paciente”, diz o urologista Felipe Costa, do Centro de Referência da Saúde do Homem de São Paulo. Um estudo da SBU realizado pela Datafolha e publicado em agosto revela que que 21% dos entrevistados acham que o exame de toque retal “não é coisa de homem” e 48% afirmam claramente que não fazem por machismo. Segundo o urologista Geraldo Faria, coordenador do Novembro Azul 2017, as campanhas de prevenção auxiliam no combate ao preconceito ao trazer essa discussão para a mídia e o público em geral e gerar uma consequente diminuição dessa resistência. Ele ainda reforça a importância do incentivo dos familiares para que os homens passem a fazer a avaliação periódica.

Neste ano, o slogan da campanha ”Seja Herói da Sua Saúde” reforça a importância da prevenção, afirmando que para combater o câncer de próstata não é necessário ser um super-herói, basta ser um homem prevenido e realizar os exames periodicamente. No site da SBU é possível encontrar mais informações sobre o tema e baixar materiais da campanha. Participe e se engaje nessa corrente do bem!

 

 

Produtos relacionados

Posts relacionados

Comentários

Escreva o comentário

Veja todas Últimos Posts

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade.