0800 033.3393 +55 11 97095-1626
O que fazer com a vermelhidão da pele durante a radioterapia?

O que fazer com a vermelhidão da pele durante a radioterapia?

Publicado por: We Care Publicado: 19/02/2019 Visitas: 1188 Comentários: 0

Os tratamentos oncológicos como quimioterapia e radioterapia são ministrados com a intenção de atingir as células cancerosas do organismo e as destruir. Porém, esses tratamentos afetam não apenas as células do câncer, mas também células sadias do corpo humano.

Por este motivo, pode ocorrer o aparecimento de alguns efeitos colaterais. A radioterapia é feita através da irradiação (administração de feixes radioativos) da área afetada. Para que a radiação chegue até as células do câncer, ela passa através da pele, onde deixa a maioria dos efeitos colaterais.

Um desses efeitos é a vermelhidão na pele, e no post de hoje você vai descobrir mais sobre isso e o que fazer para amenizar esse efeito colateral.

 

A radioterapia e os efeitos colaterais 

A radioterapia é um tratamento altamente eficaz para tratar determinados tipos de câncer. Seu uso é bastante difundido entre as equipes médicas e apresenta  ótimos resultados de forma geral.

Normalmente, é aplicada todos os dias durante um período pré-estabelecido pelo médico oncologista e radioterapeuta. Nos primeiros dias de tratamento, não surgem quaisquer efeitos, mas no decorrer das semanas, é possível que haja o aparecimento de algumas alterações da pele.

A primeira e mais comum dessas alterações é a vermelhidão na pele. Essa vermelhidão acontece porque a radioterapia resseca a pele, eliminando sua hidratação natural. Com o passar dos dias, o ressecamento causa irritação e a vermelhidão aparece.

Por si só, essa vermelhidão não causa um grande desconforto. Pode haver coceira e sensação de pele espessa, mas os efeitos mais incômodos começam a surgir se o paciente não cuidar dessa pele afetada.

A vermelhidão na pele durante a radioterapia é apenas o primeiro estágio e, se o paciente não mantiver os cuidados necessários, pode haver ardência, descamação seca, descamação úmida e até infecções na pele.

Veja a seguir os principais efeitos colaterais da radioterapia.

 

1 – Ressecamento, vermelhidão e coceira 

Com o ressecamento causado pela radioterapia, surge a vermelhidão e posteriormente a coceira. A intensidade da coceira vai depender de diversos fatores, entre eles os cuidados que o paciente tem com a pele ao longo do tratamento.

 

2 – Descamação seca e descamação úmida 

A descamação seca começa após um longo período sem os cuidados adequados durante a radioterapia. É importante cuidar da pele para evitar este problema. Geralmente, a descamação causa incômodo (dor e ardência) e dificulta tarefas do dia-a-dia.

Em seguida, vem a descamação úmida, com formação de feridas e pus.

 

3 – Radiodermite 

A radiodermite é uma inflamação da pele caracterizada pelo ressecamento, descamação, coceira, ardência e queimaduras provocadas pela radiação. Trata-se de uma situação delicada e incômoda, e o médico pode suspender o tratamento até que o paciente se recupere, embora isso seja desfavorável no tratamento contra o câncer.

 

4 – Infecções 

O último e mais grave estágio dos efeitos colaterais da radioterapia na pele são as infecções que podem aparecer, devido à proteção natural da pele não existir mais. Essas condições podem ou não ser tratadas com medicamentos, a pedido do médico.

 

Como prevenir os efeitos colaterais da radioterapia na pele? 

Prevenir os efeitos colaterais da radioterapia na pele significa cuidar da pele desde o primeiro momento, quando surge a vermelhidão. Se você souber o que fazer com a vermelhidão na pele durante a radioterapia, terá um resultado muito mais satisfatório em relação aos efeitos colaterais.

Em primeiro lugar, é preciso hidratar a pele muito bem. A hidratação ajuda a recuperar a proteção natural da pele, mantendo-a saudável e forte. Porém, não é qualquer produto que o paciente oncológico pode utilizar.

Existem alguns componentes que agridem a pele do paciente que está passando pela radioterapia, e esses componentes são comumente encontrados na maioria dos produtos cosméticos, incluindo as loções e óleos hidratantes.

Alguns desses componentes são os parabenos (conservantes), a ureia (um agente hidratante), os corantes e as fragrâncias.

Para que você tenha um resultado positivo, é necessário ficar atento a esses componentes e evitá-los.

Felizmente, a Wecare Skin está ciente deste problema e traz produtos especialmente desenvolvidos para os pacientes oncológicos. Todos os produtos da Wecare são livres de qualquer componente agressivo, garantindo a máxima hidratação e proteção com seus ativos em alta concentração.

Os princípios ativos são a camomila, a aveia, a calêndula, a avelã, a manteiga de karité, entre outros.

 

Washcare 

O sabonete comum pode conter corantes, fragrância e outros componentes que agridem a pele do paciente oncológico. Washcare é uma espuma de limpeza de textura suave que remove a sujeira da pele sem remover a proteção. Além disso, ele também mantém o pH natural da pele inalterado.

 

Moistcare 

Moistcare é uma loção hidratante altamente concentrada com os princípios ativos naturais da Wecare. Sua hidratação é profunda e devolve a hidratação natural da pele.

 

Extremecare 

Extremecare é um ultra-hidratante ainda mais concentrado do que o Moistcare, indicado para áreas extremamente ressecadas, como joelhos, cotovelos, pés e mãos.

 

Coolcare Mask 

A Coolcare Mask é uma máscara que traz alívio da sensação de queimação causada pela radioterapia, especialmente em caso de radiodermite. Sem deixar resíduos na pele, ela pode ser removida até mesmo antes da próxima sessão de radioterapia.

 

Agora você já sabe o que fazer com a vermelhidão na pele durante a radioterapia e como prevenir todos os outros efeitos colaterais. Compartilhe esse conhecimento com seus amigos e familiares!

Produtos relacionados

Posts relacionados

Comentários

Escreva o comentário

Veja todas Últimos Posts