0800 033.3393 +55 11 97095-1626
Quem está com câncer pode doar sangue? A Wecare responde

Quem está com câncer pode doar sangue? A Wecare responde

Publicado por: We Care Publicado: 06/12/2018 Visitas: 428 Comentários: 0

Doação de sangue é um procedimento muito comum e serve a diversos propósitos na medicina. O sangue pode ser usado para realizar uma transfusão em caso de perda de volume de sangue, como suporte a uma cirurgia, ou ainda como forma de renovar o sangue do organismo (em casos onde o sangue encontrado no corpo já não funciona corretamente).

Existem inclusive campanhas de doação de sangue, já que este é um elemento impossível de ser sintetizado em laboratório e só pode ser obtido por meio de doações. Mas não são todas as pessoas que podem doar sangue.

No post de hoje, você vai descobrir se quem tem câncer pode doar sangue ou não. Além disso, vamos explicar algumas informações importantes sobre a doação de sangue.

 

Quando uma transfusão de sangue é necessária? 

Os glóbulos vermelhos (hemácias) são as células que transportam oxigênio para o corpo todo. Quando essas células estão em contagem baixa ou com sua eficiência diminuída, não chega oxigênio suficiente em todas as partes do corpo, o que pode ocasionar problemas.

Em qualquer situação onde haja essa insuficiência de glóbulos vermelhos, pode ser solicitada pelo médico uma transfusão de sangue. Entre as principais situações que requerem uma transfusão, podemos destacar:

  • Anemia severa

  • Acidente vascular cerebral (AVC)

  • Manuseio pré-operatório

  • Doença pulmonar progressiva

  • Repor volume de sangue perdido

  • Alguns procedimentos em pacientes oncológicos

 

No caso dos pacientes oncológicos, uma transfusão pode ser necessária para o manuseio pré e pós-operatório, para tratar uma anemia em decorrência da quimioterapia, complicações da radioterapia, ou para casos de leucemia, onde o paciente precisa receber transfusão constantemente até que a medula óssea seja capaz de produzir sangue novamente.

Algo importante quando se fala de transfusão de sangue é utilizar os tipos sanguíneos compatíveis. Existem 4 tipos sanguíneos: A, B, O e AB.

Sangue A: Um dos mais comuns. Possui anticorpos do tipo B, também chamados de anti-B. Por isso, só pode receber sangue dos tipos A e O.

Sangue B: Tipo raro, possui anti-A e só pode receber sangue tipo B ou O.

Sangue AB: Um dos tipos mais raros. Não possui anticorpos A nem B. Pode receber sangue de qualquer tipo de doador, mas só pode doar para o mesmo tipo.

Sangue O: Um dos mais comuns, conhecido como doador universal. Pode doar para qualquer tipo sanguíneo, mas como tem ambos os anticorpos A e B, só pode receber sangue do tipo O.

 

Quem pode doar sangue? 

A doação de sangue é um procedimento que passa por exames criteriosos e muito precisos para identificar qualquer anormalidade que impeça o doador de doar. Nem todas as pessoas podem doar sangue e isso é algo que deve ser levado muito a sério.

Se um paciente receber sangue que não poderia ter sido doado, ele pode apresentar complicações, contrair doenças ou ter uma piora em seu estado geral de saúde. Uma pessoa não pode doar sangue se:

  • Tiver mais de 60 anos e nunca tiver doado anteriormente

  • For menor de 16 anos ou maior de 69 anos

  • Tiver peso inferior a 50 quilos

  • Apresentar anemia no teste feito antes da doação

  • Apresentar alterações na pressão sanguínea no momento da doação

  • Apresentar alterações de ritmo cardíaco no momento da doação

  • Estiver com febre no dia da doação

  • Estiver grávida

  • Estiver amamentando, a menos que o parto tenha ocorrido há mais de 12 meses

 

Além dos quesitos acima, existem também condições que variam de acordo com o tempo que a pessoa fica impedida de doar sangue. Entre os mais comuns, podemos citar:

 

  • Vacina contra a gripe: impedido de doar por 48 horas

  • Vacina preparada com vírus ou bactérias mortos: impedido de doar por 48 horas

  • Após a cura de uma conjuntivite, uma gripe ou resfriado: impedido de doar por 7 dias

  • Após uma extração dentária ou tratamento de canal: impedido durante 7 dias

  • Após o término do uso de antibióticos (se estiver curado): impedido por 2 semanas

  • Se recebeu vacina preparada com vírus ou bactérias vivos e atenuados: impedido por 4 semanas

  • Após a cura da dengue: impedido por 4 semanas

  • Após doação de sangue: homens, durante 8 semanas, e mulheres, durante 12 semanas. Este tempo deve ser dobrado se houve doação dupla de hemácias por aférese

  • Parto natural ou aborto: impedida durante 12 semanas

  • Se realizou cirurgia de médio ou grande porte: entre 6 e 12 meses

  • Se colocou piercing: entre 6 e 12 meses, exceto piercing na boca ou genitália, que implica em inaptidão por 12 meses após a retirada do piercing

  • Após uma endoscopia ou qualquer procedimento endoscópico: 6 meses

  • Se recebeu uma doação de sangue ou hemoderivados: 12 meses

  • Se houve contaminação com sangue de outra pessoa: 12 meses

  • Se teve relação sexual com pessoa com hepatite, HIV, usuária de drogas ou que tenha recebido transfusão nos últimos 12 meses: 12 meses

  • Se fez tatuagem ou maquiagem definitiva: 12 meses

  • Após a cura da tuberculose pulmonar: por 5 anos

 

Você nunca poderá ser doador de sangue se: 

  • Tem ou teve um teste positivo para HIV

  • Teve hepatite após os 10 anos de idade

  • Teve malária

  • Tem doença de chagas

  • Recebeu enxerto de duramater

  • Tem problemas graves no pulmão, coração, rins ou fígado

  • Tem problema de coagulação de sangue

  • É diabético em uso de insulina ou com complicações vasculares

  • Teve tuberculose extra-pulmonar

  • Teve elefantíase

  • Teve hanseníase

  • Teve calazar

  • Teve brucelose

  • Tem doença que gere inimputabilidade jurídica

  • Recebeu transplante de órgãos ou de medula

  • Tem ou teve qualquer tipo de câncer

 

Portanto, eis a resposta. Quem está com câncer não pode doar sangue sob hipótese alguma. E isso se explica com o fato de que a transfusão poderia levar as células cancerosas adiante, contaminando outra pessoa, mesmo que o paciente já esteja curado.

Agora que você já sabe que quem tem câncer não pode doar sangue, compartilhe essa importante informação com seus amigos e familiares!

 

 

 

Fontes:

https://projetodraft.com/doacao-de-sangue-e-essencial-no-tratamento-oncologico-explica-simone-mozzilli-da-ong-beaba/

http://www.oncoguia.org.br/conteudo/doacao-de-sangue/11759/5/

https://www.tuasaude.com/tipos-de-sangue/

http://www.medicinanet.com.br/conteudos/biblioteca/2283/15_indicacoes_especificas_de_transfusoes.htm

Produtos relacionados

Posts relacionados

Comentários

Escreva o comentário

Veja todas Últimos Posts