0800 033.3393 +55 11 97095-1626
Como proteger a mucosa oral da mucosite antes e durante o tratamento

Como proteger a mucosa oral da mucosite antes e durante o tratamento

Publicado por: Wecare Publicado: 18/12/2019 Visitas: 3060 Comentários: 0

A mucosite é uma possível reação que pode ocorrer durante o tratamento do câncer, quando são utilizados métodos como a quimioterapia, radioterapia ou cirurgia, a depender do tipo de tumor e do organismo do paciente.

Esse efeito colateral do tratamento oncológico é comum e, se identificado precocemente, será um quadro clínico facilmente contornável.

Nesse artigo, você vai entender como que surge e como é possível tratar a mucosite. Afinal, é uma condição que, se evoluir e avançar, pode prejudicar ou até mesmo interromper o tratamento do câncer, retardando as chances de cura do câncer. 

Leia até o final e conheça o que pode ser feito a curto e médio prazo para essa doença e assim garantir mais qualidade de vida durante essa etapa do tratamento oncológico que precisa do máximo possível de cuidados.

A mucosite pode ser evitada?

A mucosite ocorre conforme as sessões do tratamento oncológico são realizadas. Em tratamento quimioterápico, a mucosa oral vai ressecando e com o decorrer do tratamento vão surgindo as feridas, sendo um processo mais lento comparado a radioterapia, que por sua vez gera um impacto mais rigoroso na pele e os problemas como as feridas acontecem de forma mais rápida.

Mas a mucosite pode ser evitada com o uso de produtos hidratantes específicos para a mucosa oral de pacientes com câncer antes mesmo do tratamentro ser iniciado.

O que evitar em caso de mucosite

Além da importância de imediatamente realizar um tratamento contra a mucosite, é importante ter alguns cuidados para que o paciente enfrente esse quadro clínico com as melhores condições de saúde possíveis. Como a mucosite é uma reação do tratamento oncológico, especialmente a quimioterapia e radioterapia, o surgimento da doença não é atípico e, portanto, merece sempre toda a atenção. As dicas a seguir podem favorecer o paciente a enfrentar a mucosite de uma forma mais eficaz, ou seja, com menos dores e dificuldades:
 

  • Evite alimentos irritantes, como condimentos, ácidos ou que trazem dificuldades para mastigar por serem duros ou secos. Evite também refeições quentes, devem sempre estar numa temperatura agradável para digestão;
     
  • Priorize uma dieta com alimentos de consistência pastosa ou semissólida, como ovos, purê de batata, frutas batidas, cereais cozidos e sorvetes;
     
  • Depois de se alimentar, fique pelo menos meia hora sentado ou de pé, sem se deitar;
  • Beba bastante líquidos e mantenha-se sempre hidratado;
     
  • Cuide da higiene bucal. Agende uma consulta com um dentista alguns dias antes do tratamento, além de escovar os dentes e as gengivas depois de todas as refeições;
     
  • Evite totalmente o consumo de bebidas alcóolicas durante o tratamento oncológico;
     
  • Não fume. O cigarro tem elementos químicos que podem contribuir para o crescimento da mucosite;

Como tratar a mucosite

Caso a mucosite ocorra durante o tratamento oncológico, o primeiro passo é conversar com o médico especialista e entender quais são as melhores formas de tratar esse efeito colateral. Um dentista ou estomatologista são profissionais que também podem colaborar com informações para esse objetivo.

Em consulta com o médico, se houver alguma infecção junto da mucosite, poderá também haver a prescrição de antivirais e antifúngicos.

Devido às características da mucosite em gerar um muco branco mais espesso na boca, será importante para o paciente intensificar a higiene bucal. Escove os dentes e as gengivas a cada 4 horas e antes de dormir, com escovas de cerdas macias e da forma mais suave possível. Isso poderá ajudar a se prevenir de infecções na boca.

É importante também a utilização de hidratantes especiais para a proteção da mucosa oral que, além de eliminar bactérias e agentes infecciosos na região bucal, ajuda na restauração da mucosa. Essas são soluções que podem ter um resultado mais imediato e à curto prazo contra a mucosite de pacientes oncológicos, pois fazem uma limpeza no instante em que é utilizado e ajuda a evitar evolução da mucosite.

Resumindo

A mucosite, por mais que seja um efeito colateral comum durante o tratamento do câncer, tem sim solução e pode ser tratada de diversas formas.

Enquanto os medicamentos prescritos pelo especialista irão colaborar para uma melhor saúde bucal a longo prazo e reduzir os riscos de infecções na boca causados pela doença, as inflamações e o muco espesso pode ser contido com o uso de produtos específicos para isso, como enxaguantes bucais, que irão garantir uma atuação imediata contra a mucosite, por terem justamente essa finalidade.



Fontes
https://oralcancerfoundation.org/complications/mucositis/
https://www.abrale.org.br/revista-online/mucosite-tratamento-de-cancer/

Posts relacionados

Comentários

Escreva o comentário

Veja todas Últimos Posts